WEARABLES

Uma coisa é certa : Os wearables (tecnologias para vestir) vieram para ficar ! Os pontos mais críticos desse assunto ficam por conta dos modelos, e do nicho onde cada um deles quer se posicionar.

A moda e a tecnologia vêm andando de mãos dadas a algum tempo, e o exemplo disso é claramente percebido em marcas como Nike, o Projeto Athos, que recentemente lançou uma uma roupa especial para academia que, carregada de sensores, é capaz de analisar a atividade das fibras dos músculos durante a atividade, indicando exatamente o esforço realizado pelo corpo durante o treino (matéria completa:http://canaltech.com.br/noticia/ciencia/Roupa-usa-tecnologia-para-avaliar-desempenho-do-corpo-durante-atividades-fisicas/#ixzz3Fg2oyZv7 , entre tantos outros.

No caso específico dos relógios inteligentes e activity trackers os quais podemos considerar maioria, temos seu uso basicamente aplicado ao Fitness, entretanto, grandes congressos têm apontado esses Wearables como um potencial aliado à área de prevenção à saúde em larga escala, especialmente em pessoas de idade mais avançada.

O  Wearable tomou uma proporção tão grande, que a Amazon criou páginas específicas com a finalidade de educar a população sobre o assunto (http://www.amazon.com/b/ref=amb_link_413547582_11/181-7158228-7194903?ie=UTF8&node=9058839011&pf_rd_m=ATVPDKIKX0DER&pf_rd_s=merchandised-search-top-2&pf_rd_r=0C82G5NWVVFNJWZD34BD&pf_rd_t=101&pf_rd_p=1787262642&pf_rd_i=9013937011) .

O primeiro Wearable Brasileiro foi lançado recentemente e chama-se DO BEM – MÁQUINA http://dobem.com/maquina/ e tem como principal objetivo medir o movimento do seu corpo e o padrão do seu sono. O produto vem sendo destacado pela mídia Nacional e até Internacional como um sucesso absoluto, e com preços bem competitivos !

O que fica como reflexão é :

Como explicar para o consumidor qual o  Wearable que melhor se adequa a ele, e depois, uma vez decidido, como fazer com que ele possa ter um design que se assemelhe ao seu estilo, afinal, relógio é um item de gosto pessoal. Não  me imagino num restaurante ou numa sala, onde todos usam o mesmo relógio. Será que estamos caminhando para isso? Talvez…

O outro ponto é, até onde essa fragmentação de nicho se justifica sem que antes tenha colapsado com produtos já existentes e mais completos? No fim estaremos usando relógios inteligentes que se conectam com anéis inteligentes , que falam com telefones inteligentes ! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s